Espíritos de Gelo

13 de novembro de 2011, por

Resumo

Título:

Espíritos de Gelo

Autor:

Raphael Draccon

Editora:

GaiLivros / LeYa

Páginas:

172

Publicação:

2011

ISBN:

9789895579013

Preço:

19,00 (edição nacional)

Avaliação:

Essa resenha começa com uma terrível confissão: eu não li nenhum livro da série Dragões de Éter (série campeã de vendas do mesmo autor de Espíritos de Gelo). Por isso mesmo, não esperem aqui um comparação entre estilos. Apesar de conhecer a obra e ouvir muito o Raphael falar sobre ela, nada substitui a leitura. Então, apesar de saber que a série e Espíritos de Gelo são obras de estilos diferentes, “ignorarei” a escrita pregressa do autor, e focarei apenas na nova obra.

Ando afastado dos lançamentos literários, o que reflete na pequena quantidade de resenhas que tenho feito ultimamente – e que os leitores mais fiéis devem ter notado. A Editora tem me tomado tempo excessivo, e com isso, cai meu número de resenhas. Mas aproveitando o vácuo no estande gerado nos dias de visitação das escolas à Bienal do Livro do Rio desse ano, pude tirar algumas horas para ler Espíritos de Gelo.

O livro foi lançado em Portugal em maio desse ano, parte de uma nova coleção intitulada “Mitos Urbanos”, desenvolvido pela editora portuguesa GaiLivros. A proposta da editora é montar uma série de terror inspirada em lendas urbanas, com livros e preços populares (7.90 euros) e com um design estilo “old school”.

Sou fã de romances policiais e thrillers, e fiquei completamente grudado nas páginas de Espíritos de Gelo. É um livro ágil, viciante, sujo… Com cenas de torturas muito bem desenhadas e palavrões espalhados pelas suas páginas, talvez a obra fuja um pouco do que se conhece sobre a escrita de Raphael Draccon – ou pelo menos da ideia que eu tenho sobre a obra dele. Mas, para mim, isso só a faz crescer.

O livro faz referências à lenda urbana da banheira de gelo, às lendas ao redor da história do rock’n roll e até às motivações e psicologia ao redor da própria criação de lendas desse tipo. Conta com riquíssimas referências à cultura pop. Os capítulos são rápidos, e a trama vai se desenrolando aos poucos, conforme os flashes do passado do personagem principal vão acontecendo. Acredito que tenha contado muito a experiência do autor com cinema (Draccon é roteirista), pois o clima intenso das cenas me fizeram já ver o filme nas telonas, com um final, conforme confessei ao Raphael, assinado por Quentin Tarantino.

Posso não conhecer o Raphael Draccon de Dragões de Éter, mas posso dizer que sou fã do Raphael Draccon de Espíritos de Gelo.

Se você não se lembrar do que aconteceu nas últimas horas, nós faremos com que sofra ainda mais, como se estivesse em um dos nove círculos do Inferno…
Foi o que eles disseram antes do terceiro eletrochoque.
E nem foi uma das piores partes.

No Brasil, o livro será lançado no dia 20 desse mês, e já está em pré-venda no Submarino.

Um Comentário

Deixe aqui a sua opinião!