Jogos Vorazes

27 de setembro de 2010, por

Resumo

Título:

Jogos Vorazes (The Hunger Games)

Autor:

Suzanne Collins

Editora:

Rocco Jovens Leitores

Páginas:

400

Publicação:

2010

ISBN:

9788579800245

Preço:

39,50

Avaliação:

Vamos lá. Difícil falar do livro que vem sendo tratado na blogosfera literária com tanta adoração. Minha expectativa era grande. Comprei-o logo após ler as resenhas da Pâm e da Julianna . O burburinho foi grande e eu fiquei muito curioso.

Costumo sempre me decepcionar com livros dos quais elevo a expectativa. Com Jogos Vorazes não cheguei a tal ponto, mas não foi, para mim, o grande livro que eu esperava. Antes que as meninas me excluam da sua blogroll, aviso: o livro é muito bom. Só não achei merecedor de todas as estrelas do céu (o Enderson vai adorar essa sacada…).

Sei que o livro faz parte de uma trilogia, mas o que mais me deixou frustrado, foi o final mais romântico do que Sci-Fi. É claro que um clima anárquico deve surgir em algum momento de Catching Fire ou de Mockingjay, mas esperava mais revolta dos personagens diante da crueldade a que são submetidos.

A história se passa na nação chamada Panem, fundada após o fim da América do Norte. Formada por 12 distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital, sede do governo. Uma das formas com que demonstra seu poder sobre o resto do carente país é com os Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de 12 a 18 anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte. Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido Distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

A parte dos jogos é simplesmente fantástica. Suzanne Collins cria reviravoltas de tirar o fôlego e cenas de doer na nossa carne. O modo como são conduzidos os Jogos Vorazes faz pensar até que ponto seríamos capaz de seguir em busca de diversão. É claro que ali há certo pretexto de mostrar aos Distritos que é a Capital quem detém o poder, mas dá pra se imaginar o Boninho atrás das câmeras a cada mudança imposta pelos idealizadores dos Jogos.

A parte do romance, para mim, é a menos cativante. Apesar de Peeta ser um personagem que me tirou algumas risadas, Katniss é uma jovem extremamente insegura e imatura quanto aos seus relacionamentos amorosos. Nada fora do comum para uma garota de 16 anos, mas que deixou meio impaciente.

Jogos Vorazes não deve ser ignorado. Passei muito tempo pensando se tinha gostado ou não, justamente pelas inquietações que ele causa. Demorei uns dois dias para qualificá-lo no Skoob. É um livro de fato intrigante e que te tirará umas boas horas de sono pensando a respeito dele.

E nada melhor do que tirar suas próprias conclusões, então deem uma olhada no post abaixo… quem sabe você não leva ele pra casa e me diz o que achou?

Nenhum Comentário Ainda

Deixe aqui a sua opinião!