Daemon
Ficção / 18 de maio de 2017

Você já parou para pensar aonde a nossa tecnologia, e a rapidez com que ela avança, irá nos levar? À medida que cresce o alcance da internet e os usos da tecnologia, cada vez mais parece que não existe nada que a gente não possa fazer. Já é possível fazer praticamente tudo dentro de casa funcionar remotamente, buscar qualquer tipo de informação em um clique e contar com carros cada vez mais automatizados. Poucas são as atividades, hoje, que dispensam totalmente o uso da tecnologia moderna. Tudo está conectado e a sociedade parece estar cada vez mais dependente dessa tecnologia. E é justamente nesse ponto que Daniel Suarez ataca, trazendo todas essas ideias juntas de uma forma muito plausível. Com um vasto conhecimento tecnológico, dos usos do computador à internet e os jogos, Suarez cria em Daemon um thriller tecnológico rebuscado, com um cenário plausível sobre um agente de software capaz de criar uma nova ordem mundial. O Daemon não é só um verme da internet ou um explorador de redes. Ele não hackeia sistemas. Ele hackeia a sociedade. Daemon é daqueles livros que já começam acelerados, prende o leitor logo de cara deixando um gostinho de quero mais que torna impossível não ler as próximas páginas. E tudo…