Nossa inteligência é uma ameaça evolucionária, e não uma vantagem. A frase acima pode ser considerada o grande mote de O Terceiro Testamento. Nele, Christopher Galt (pseudônimo do autor britânico Craig Russel) traz à tona uma interessante discussão sobre consciência (humana e artificial) nos conduzindo a uma reflexão sobre a vida, sobre a nossa existência, nossas certezas e incertezas. O livro tem um início muito bom, nos prendendo com acontecimentos curiosos como o caso da adolescente francesa que presencia, nos dias atuais, Joana D...

Espíritos de Gelo
Ficção / 13 de novembro de 2011

Essa resenha começa com uma terrível confissão: eu não li nenhum livro da série Dragões de Éter (série campeã de vendas do mesmo autor de Espíritos de Gelo). Por isso mesmo, não esperem aqui um comparação entre estilos. Apesar de conhecer a obra e ouvir muito o Raphael falar sobre ela, nada substitui a leitura. Então, apesar de saber que a série e Espíritos de Gelo são obras de estilos diferentes, “ignorarei” a escrita pregressa do autor, e focarei apenas na nova obra. Ando afastado dos lança...

O Efeito Facebook
Negócios / 27 de fevereiro de 2011

Farei uma confissão a vocês! Sabe aqueles amigos chatos que ficavam tentando te tirar do Orkut, querendo que você se cadastrasse num tal de Facebook onde você não conhecia ninguém e tudo era em inglês? Pois é, eu sou um deles. Sempre fui early adopter quando se trata de novas tecnologias na web, e com o Facebook não foi diferente. Facebook… há pelo menos três meses esse viciante site azulzinho não me sai da cabeça. Apesar de parecer alguém que não faz nada além de ler (até parece), eu s...

Perfeitos
Ficção / 31 de janeiro de 2011

Viu como o tempo passa rápido. Reclamei em maio, na minha resenha de Feios, que “o pior é ter que esperar a continuação do livro”. Pois aqui está ela. E nem doeu tanto esperar. E quem leu a minha resenha, sabe que eu me empolguei bastante com Feios. Não por ter uma trama fantástica, mas sim pelos valores incutidos nela. Scott Westerfeld levanta uma discussão muito atual e faz da série um ótimo ponto de reflexão para os jovens leitores – não só para os jovens, mas principalme...

No Buraco
Romance / 24 de outubro de 2010

Hoje vou inverter a ordem natural das minhas resenhas. Falarei primeiro do autor, depois do livro. Ok?  Então, curta e grossamente, vamos ao que interessa: Tony Belloto – caso alguém não saiba – é guitarrista de uma das maiores bandas de rock nacional – os Titãs. Mas para aqueles que passaram muito tempo viajando na maionese, devo avisar que o gajo é também autor de outros seis livros, além do que resenho hoje. Há quinze anos, Tony Bellotto lançava seu primeiro romance, Bell...

O Arquiteto do Esquecimento
Romance Policial / 16 de outubro de 2010

É incrível como livros que tenham a Segunda Guerra Mundial como pano de fundo de sua trama conseguem me prender de uma forma inexplicável. Se eu acreditasse em reencarnação diria que fui, de alguma forma, partícipe dessa parte negra – mais uma – da história. Apesar desse pano de fundo, atrevo-me a dizer que este não é o principal elemento do livro que resenho hoje. Mesmo tendo uma importante participação, a Segunda Guerra Mundial é apenas mais um elemento da trama de O Arquiteto d...

Sobre o Mercado Editorial

O que aconteceu com o preço dos livros?

Confesso que estou assustado! Passei os últimos 4 anos afastado do mercado editorial e esse retorno tem sido um baque. Desde que encerrei as atividades da editora me vi distante de notícias do setor, lançamentos, dados de vendas e até mesmo das livrarias. Não que eu tenha deixado de visitá-las, mas a frequência diminuiu bastante, e andei mais voltado aos livros de negócios do que às obras de ficção e biográficas. A partir do momento em que decidi reativar o blog, voltei a dar atenção às notícias, passei a olhar novamente com mais calma as novidades nas prateleiras das livrarias e comparei os valores dos livros nas resenhas que eu fiz há alguns anos com os valores atuais. E a mudança foi drástica em dois quesitos: o preço dos livros parece ter dado um salto quântico e os dados de compra caíram bastante*. Ok, a economia brasileira foi pro buraco nesses últimos anos, mas esse gap que pude perceber nessa minha rápida avaliação foi uma paulada na cabeça — senão na do mercado editorial, na minha. E foi aí que comecei a me perguntar qual era a atual situação do mercado editorial. Como eu...

Minha experiência como Editor de Livros

Não conheço nenhum editor. Confesso que durante a minha incursão na carreira conheci mais autores, leitores, blogueiros, agentes literários e até livreiros do que editores. Curioso, mas verdadeiro. Acho válida a declaração pois quero deixar claro que esse é um relato estritamente pessoal. Não tenho a pretensão de criar um texto explicativo sobre a profissão, e sim contar um pouco de como foi ter vivido essa experiência. Vou me permitir pular a história de como me tornei editor de livros, pois apesar de não ser conhecida por todos, ela já foi contada resumidamente na página em que falo sobre a história deste blog. Quem tiver essa curiosidade é só dar um pulo lá. Vou deixar esse espaço aqui para falar de experiências, sentimentos e oportunidades do momento mais especial da minha trajetória profissional. E não é fácil saber por onde começar… Foram tantas intensas experiências vividas num curto período de tempo que chega a ser difícil tentar racionalizar tudo. Por isso vou começar pelo fim, pelo meu último e-mail aos autores, já que este também foi um momento em que eu não fazia...

A Cauda Longa e a sua importância para o e-commerce

No meu post anterior falei sobre a Amazon, empresa que pode ser apresentada como um prelúdio à Teoria da Cauda Longa. Um prelúdio, pois é a Cauda Longa em ação, mas apenas exemplificada, sem qualquer tipo de explicação ou conceitos. Esse tipo de visão da Amazon, pensando no macro, ao invés do micro, apostando numa gama maior de produtos e contando com a capacidade do cliente em escolher o que deseja, é uma característica nascida puramente das possibilidades advindas da internet e dos recentes avanços tecnológicos. E vira de cabeça para baixo a forma de se vender todos os tipos de mídia. Revirou a indústria da música, do cinema e o mercado editorial. Foi observando esse cenário que, a partir de 2004, Chris Anderson, editor chefe da revista Wired de 2001 a 2012, começou a traduzir essas mudanças de forma a entender como a fragmentação dos mercados e as possibilidades de oferta infinita estavam revolucionando o mercado online. O Conceito por trás da teoria da Cauda Longa A teoria da Cauda Longa trata da escassez e da abundância. As economias do século XX sempre foram calcadas na prod...